Recife (PE), Brasil

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Diário de Viagem: Orlando (18 a 23.10.2010)

Só agora pude atualizar o diário de viagem, pois fiquei sem internet em Orlando. Embora a casa tivesse internet, parou de funcionar no segundo dia em que estávamos lá.
Chegamos em Orlando no dia 18 por volta das 10 da noite. Jacque, Geovana e Jaqueline já tinham chegado no início da tarde. Ficamos em uma casa em um condomínio fechado, chamado Villa Bella, em Kissimme, cidade vizinha a Orlando (mais ou menos como Olinda e Recife).
A casa é espetacular, com 5 suítes e tudo o mais. Ficou mais barato do que hotel. O único inconveniente era o transporte, pois em Orlando tudo é longe e a casa não era exceção. Não alugamos carro, pois Jacqueline ficou insegura de dirigir em Orlando e ela teria de receber o carro, pois chegaria primeiro que nós. Assim, acertamos com Aleiko, primo de Paulo Picanha, que faz serviço de transporte em Orlando, para que ele ficasse nos levando para onde precisássemos.
No dia seguinte fomos ao parque da Universal. Foi excelente, pois a Universal é o parque mais bem estruturado. Na verdade são dois parques: o Universal Studios e o Island of Adventure, onde fica o Harry Potter's World, entre outras coisas.
No dia 20 fomos às compras. Pela manhã fomos ao Orlando Premium Outlet. Na hora do almoço fomos para o Camila's, restaurante brasileiro com buffet self service, próximo ao Millenia Mall. Luísa aproveitou para comprar roupa e equipamentos de mergulho  numa loja vizinha ao restaurante. Depois fomos visitar Paulo Picanha no hospital. Felizmente ele estava consciente, embora grogue devido às constantes sedações a que se submete. Mas nos reconheceu, fez sinais de positivo e de força, apertou minha mão, ficou contente quando falamos que o Sport havia ganho fora de casa e estava próximo do G4, perguntou sobre a viagem e ainda soltou beijinhos para as meninas na hora de nos despedirmos. Saímos de lá sensibilizados com o estado em que ele se encontra, mas ao mesmo tempo felizes de vermos que ele está se recuperando e que o pior já passou. Continuamos todos rezando para que ele se recupere e possa retornar ao Brasil o mais rápido possível. Depois do hospital fomos à Best Buy, onde fizemos algumas compras de eletrônicos.
No dia 21 fomos ao Parque da Disney, mas não entramos no Magic Kingdom pois ficamos sabendo que não haveria a parada de encerramento nem o show de fogos, em virtude da festa de halloween infantil que aconteceria depois. Assim, preferimos ir para o Hollywood Studios, também da Disney, onde ficam as atrações da Pixar, criadora de desenhos famosos como Toy Story e Shrek, e que recentemente foi adquirida pela Disney. No final do dia teve o show de águas, luzes e fogos de artifício, lembrando um pouco o show de luzes de Gramado, mas com a temática da Disney (Mickey contra os vilões dos desenhos).
No último dia, as mulheres voltaram as compras, desta vez no Prime Outlet, mas eu e as meninas preferimos ir ao Sea World. ~Fomos e voltamos de ônibus, que para quase em frente ao Prime. Não nos arrependemos pois o Sea World é espetacular, com diversos shows de animais (baleias, golfinhos, leões marinhos, morsas, passáros, etc.), além de diversas outras atrações interessantes e duas montanhas russas muito legais.
No dia 23 retornamos ao Brasil. Pegamos o voo das 18h em Orlando mas só chegamos em Recife às 11h do dia seguinte, uma vez que o voo faz uma escala em Salvador. Quando chegamos no aeroporto tivemos uma desagradável surpresa: uma de nossas malas havia se extraviado, além de outras terem chegado quebradas e molhadas, inclusive na parte interna. Perdemos um tempão registrando a reclamação e depois outro tempão na fila da alfândega, pois ficamos por último. Ficamos preocupados com o rigor da alfândega, mas quando chegou nossa vez o pessoal da alfândega fez a maior festa com as medalhas das maratonas de Marinês e nos liberou sem passar pela triagem.
Chegamos em casa muito cansados mas felizes, pois apesar dos percalços a viagem em geral foi muito boa. O ruim é que cheguei ontem e hoje já tive de viajar hoje de novo, desta vez a serviço. Estou em Brasília, onde vou participar de um curso sobre processo administrativo (pensem na animação). Pelo menos já recebi a notícia de que a mala extraviada já foi entregue.
Antes que vocês perguntem, ainda não tive tempo de carregar as fotos. E só vou poder fazer isto quando voltar de mais esta viagem (só estarei em casa na quinta-feira à noite).
Abraços e peço que todos rezem pela recuperação de Paulo Picanha, nosso herói da resistência. Um abraço especial para você, meu amigo Paulo, com toda minha energia positiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário