Recife (PE), Brasil

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Diário de Viagem: Maratona de Chicago

Acordamos cedo e fomos para o local de largada da maratona no Grant Park, que fica em frente ao hotel.
Como temíamos, o sol estava bastante forte e havia muita gente (foram 45 mil inscritos).
Fiquei com Marinês até a hora da largada, mas depois preferi sair do meio dos corredores inscritos para não passar constrangimento.
Depois que todos passaram, resolvi voltar ao percurso da maratona e acompanhei os últimos que largaram nos primeiros 5km. Depois retornei ao hotel, ainda correndo. Tomei um banho e fui para o local de chegada.
Fiquei várias horas em pé, de cara pro sol, esperando Marinês chegar, e vi muita gente passando mal na chegada. Várias pessoas caíram e não conseguiram concluir a maratona, mesmo faltando pouco mais de 100m para a chegada. Alguns conseguiram se levantar e concluir, mas outros sairam de maca, cadeira de rodas ou de ambulância mesmo. Espero que não tenha havido nada fatal com ninguém.
Como Marinês estava demorando a chegar, comecei a ficar muito preocupado, principalmente lembrando que ela não havia descansado o suficiente no dia anterior. Mas finalmente ela chegou, após quase 6 horas de iniciada à corrida, por volta da 1h15 da tarde. Ela fez o tempo de 5h15 minutos, pois teve de andar vários quilômetros por causa do calor e do cansaço. Fiquei tão nervoso com a demora e tão aliviado quando a vi que nem consegui filmar direito a chegada dela.
Depois não consegui encontrá-la na dispersão e acabei encontrando-a só cerca de uma hora depois no hotel, já tomada banho. Felizmente estava muito bem para quem havia acabado de correr 42km em condições tão adversas. De qualquer forma, acho uma temeridade correr uma maratona com um tempo tão quente quanto aquele.
Depois da corrida fiquei sabendo que o amigo Rigoberto, de Fortaleza, não tinha conseguido terminar a maratona, pois não estava se sentido bem entre os km 14 e 21, desistiu, foi pro hotel, mas acabou retornando ao local da corrida para ser socorrido pela equipe médica do evento, chegando inclusive a ser atendido no hospital. Felizmente se recuperou bem e acabamos saindo juntos para o passeio de fim de tarde.
Às 17h30 fomos fazer o belíssimo passeio de barco pelo Rio Michigan. É um passeio muito agradável. Eu recomendo. Antes de sair,  ligamos para saber notícias de Paulo Picanha e soubemos que as cirurgias correram bem e o estado dele apresenta evolução positiva, embora esteja sendo mantido sedado e ainda deva passar cerca de 30 dias no hospital. Estamos todos rezando pela sua recuperação. Força, Paulo! Deus está contigo!
Depois fomos ao Navy Pier para jantar e retornamos ao hotel, onde arrumamos parcialmente as malas e agora vamos dormir para nos prepararmos para a viagem rumo a Montreal amanhã (Marinês já está dormindo há um bom tempo).
Mais uma vez vou ficar devendo as fotos, pois estou muito cansado e com sono e as fotos levam muito tempo pra carregar.
Depois vou tentar atualizar os posts, ilustrando-os com fotos.
Abraços e até a próxima.

2 comentários:

Anônimo disse...

Valeu campeão!!! É bom saber notícia da nossa amiga Marinês - Parabéns campeã!!!!
Mais uma medalha importante na sua coleção.

Valeu campeâ!!!

Dar um abraço no Júlio e na Jacque.

Beijo

LULA HOLANDA

tati_nanda disse...

aaahhh que massa!!!
adorei o blog..
e eh pernambucano!!
e ainda mais torce pro naútico que nem eu!!!
ebaa
to seguindo!!
:D
flw

http://zonzobulando.blogspot.com/

Postar um comentário