Recife (PE), Brasil

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Política: Manifesto em defesa do MST

Divulgo mensagem de Ivana Jenkins repassada por Ricardina Almeida:
Caros amigos,

Diante das ameaças de criminalizar no brasil o MST- após uma quinzena
de imagens e massacre midiático - organizou-se o manifesto que segue
abaixo.
As adesões, urgentes, devem ser feitas no endereço abaixo:
Divulguem em suas listas, por favor.

Abraços,
ivana


Manifesto em defesa do MST

Contra a violência do agronegócio e a criminalização das lutas sociais

As grandes redes de televisão repetiram à exaustão, há algumas
semanas, imagens da ocupação realizada por integrantes do Movimento
dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em terras que seriam de
propriedade do Sucocítrico Cutrale, no interior de São Paulo. A mídia
foi taxativa em classificar a derrubada de alguns pés de laranja como
ato de vandalismo.

Uma informação essencial, no entanto, foi omitida: a de que a
titularidade das terras da empresa é contestada pelo Incra e pela
Justiça. Trata-se de uma grande área chamada Núcleo Monções, que
possui cerca de 30 mil hectares. Desses 30 mil hectares, 10 mil são
terras públicas reconhecidas oficialmente como devolutas e 15 mil são
terras improdutivas. Ao mesmo tempo, não há nenhuma prova de que a
suposta destruição de máquinas e equipamentos tenha sido obra dos
sem-terra.

Na ótica dos setores dominantes, pés de laranja arrancados em protesto
representam uma imagem mais chocante do que as famílias que vivem em
acampamentos precários desejando produzir alimentos.

Ver o manifesto na íntegra no site: Petition Online.
Embora discorde de qualquer excesso cometido, eu assinei, poi sei muito bem o que há por trás da campanha da mídia e da oposição contra o MST.

Leia, reflita e se achar justo assine também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário