Recife (PE), Brasil

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Humor: Só quem é pernambucano entende!


Botão de som é "pitôco";
Se é miudinho é "pixototinho";
Se for resto é "cotôco";
Tudo que é bom é "massa" ;
Tudo que é ruim é "peba";
Rir dos outros é "mangar";
Faltar aula é "gazear";
Quem é franzino é "xôxo";

Bobo é "abestalhado";
O lento se chama "leso";
E o medroso se chama "frouxo";
Tá com raiva é "invocado";
Vai sair, diz "vou chegar";
"Caba" (homem) sem dinheiro é "liso";
A moça nova é "boyzinha";
Pernilongo é "muriçoca";

Quem entra sem licença "emburaca";
Sinal de espanto é "vôte";
Quem tem sorte é "cagado";
Pedra lisa é "xêxo";
E quem não paga é "xexêro";
O mesquinho é "pirangueiro";
Quem fura compromisso é "fulero";
E curioso é "enxerido";

Cabide de roupa é "ombreira";
Sujeira de olho é "remela";
Meleca se chama "catota";
Catinga de suor é "inhaca";
Marca de pancada é "roncha";
Briga pequena é "arenga";
E briga grande é "buruçu";
Palhaçada é "munganga";
E Gozação é "Gréia";

Corrente com pingente é "trancilim";
Pão bengala é "tabica";
Borracha de dinheiro é "liga";
Desarrumado é "malamanhado";
E deselegante é "jegue";
"É mesmo" é "E apôis";
Fofoca aqui é "fuxico";
Estouro se chama "pipôco";
E fique na sua é "se feche".

É assim que se fala por aqui, visse?
Repassado por Antonio Sergio Santos e adaptado por Edilson.

Nenhum comentário:

Postar um comentário