Recife (PE), Brasil

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Tragédia carioca: Cadê os trilhões dos royalties?

Do Blog do jornalista Wianey Carlet do Jornal Zero Hora e da Rádio Gaúcha de Porto Alegre (o blog é sobre futebol, mas a questão é de caráter geral e muito pertinente):


http://wp.clicrbs.com.br/wianeycarlet/?topo=77,1,1,,,77

Tragédia carioca: e os trilhões dos royalties?

O Estádio do Maracanã, maior do mundo, não foi poupado pela inundação que aflige o povo carioca.

As imagens são tristes: gramado coberto por lama, dependências tomadas pelas águas, um horror. Porém, os estragos do estádio são insignificantes diante da dimensão trágica do desastre que já matou uma centena de pessoas.

Discute-se a omissão das autoridades que, ao longo do tempo, permitiu que áreas de risco fossem tomadas por habitações.

Por falta de dinheiro é que não foi.

Descobriu-se, nos últimos meses, que o Rio de Janeiro recebe, há muito tempo, trilhões de reais dos royalties do petróleo.

Foi preciso aparecer a Emenda Ibsen Pinheiro para que o país soubesse que o Rio é um estado que nada em dinheiro.

Mas, nada fez e nada faz para prevenir catástrofes como esta.

O governador organiza eventos populares para rugir contra a emenda Ibsen, mas o que os próprios cariocas deveriam perguntar é: aonde foi e é metida a fortuna que verte para os cofres públicos, todos os meses, saída da exploração petrolífera? Porque nada foi feito, até hoje, para proteger e melhorar a vida da população do Rio de Janeiro?

Eu só queria saber.

Nenhum comentário:

Postar um comentário