Recife (PE), Brasil

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

A Petrobrás afogou a Globo na Bacia de Campos

Recentemente, recebi (de novo), por e-mail, uma convocação para que os brasileiros boicotem a Petrobrás para, supostamente, forçar uma redução no preço dos combustíveis.
Sempre que recebo tais bobagens fico pensando: a quem interessaria tal boicote? Aos distribuidores estrangeiros de combustíveis? Certamente. Por isto, sempre oriento meus contatos a evitarem repassar coisas desse tipo.
O texto abaixo, de Paulo Henrique Amorim, vem bem a calhar sobre este assunto.

A Petrobrás afogou o PiG e a Globo na Bacia de Campos

Por Paulo Henrique Amorim

Já houve um tempo em que Roberto Marinho gostava muito da Petrobrás. Não podia sair nenhuma notícia na editorial de Economia dos telejornais da Globo sobre a Petrobrás que não fosse autorizada por ele. As manchetes do jornal O Globo sobre a Petrobrás tinham uma consistência: precediam ou sucediam bruscos movimentos de alta ou baixa das ações da Petrobrás...

Agora, os filhos de Roberto Marinho (eles não chegam a ter nome próprio) mantêm uma relação hostil com a Petrobrás. Veja, por exemplo, caro leitor, o que disse o Globo online, na noite desta segunda-feira. No jornal impresso, na abertura da seção de Economia, nesta segunda-feira, a chamada é "Abalo Global" (sic) e o título, "Um plano de negócios arriscado (?). Para analistas (???), incertezas na economia podem elevar custo de investimentos da Petrobrás"..

O que é uma afirmativa dramaticamente estúpida, já que incertezas na economia podem elevar o custo de investimento da Globo, da Microsoft, da Gazprom, da Basf, British Airways, da Vale, da Votorantim, da GM, doBahamas, e da minha tia do Grajaú...

A Petrobrás anunciou no fim da semana passada, ao fim de uma reunião com o Presidente Lula, que vai investir entre 2009 e 2013 a bagatela de US$ 174 bilhões de dólares. Isso é o PIB de uma meia dúzia de países. Só no ano de 2009 serão US$ 29 bilhões. Por que os filhos do Roberto Marinho são contra isso tudo?...

Veja na íntegra em http://www2.paulohenriqueamorim.com.br/?p=4823.

Nenhum comentário:

Postar um comentário